Sabem o que comem?

|

Cada vez mais chego à conclusão que nós não fazemos ideia da, desculpem o termo, merda que comemos! Sempre que se fala numa cadeia de fast food, há sempre aquela pessoa que nos aponta o dedo e diz: 
- "não devias comer nesses sitios, isso só faz é mal"
- "ai eu não gosto nada dessas coisas, não se sabe o que se está a comer!"
- "hamburgueres? na, na... eu sei lá o que para lá metem!"
- "boa, boa é a comidinha caseira... isso é que é saudável"
Se alguns destes comentários, ou até todos, têm a sua certa razão, o último parece que afinal também está errado. A comidinha caseira nós também sabemos lá de onde ela vem e o que para lá mete. Bem, eu sei que a minha provavelmente vem do Continente, o supermercado mais próximo aqui de casa... e às vezes até sei se a batata vem de Espanha, ou se as mangas são do Brasil (estas últimas, se não estiver mencionado na placa, adivinha-se logo pelo preço) agora o que para lá põem até elas me chegarem a casa, isso sei lá eu! 
Pelo que parece, li no outro dia no blog Green Savers, a Organização Mundial de Saúde declarou o glisofato como "carcinogéneo provável para o ser humano" e cabe agora o Governo, de diferentes países, tomar as medidas necessárias para protecção da população.

O engraçado (sqn) nisto tudo é que em Portugal só em 2012 aplicaram-se 1.400 toneladas de glisofato para fins agricolas e, surpreendam-se, esses valores têm vindo a aumentar. Além de ser vendido para fins agricolas, em Portugal, também é comercializado livremente para uso doméstico e é também muito usado para limpeza de arruamentos (uma das vias mais importantes de exposição), por quase todas as autarquias.Este químico também é usado para aplicação em linhas de água, para matar infestantes, embora o próprio fabricante assuma que é tóxico para o ambiente aquático. 
Além disso, "um dos impactos correctamente identificados pela IARC foi entre a exposição ao glifosato e um cancro de sangue: o Linfoma não Hodgkin (LNH)" e de acordo com a ONGA, Portugal, dos 41 países europeus, é o sétimo país onde mais se morre de LNH e este é, a nível nacional o nono cancro mais frequente, com 1700 casos novos por ano.


Podem ler o artigo completo aqui: Green Savers 



Posto isto, resta-me dizer que qualquer dia o melhor é não comermos nada, até poderia sugerir termos a nossa própria horta, mas pelo que parece esta merda está em todo o lado, nem os passeios e a água escapam! Tanta merda com tretas sobre "alimentação saudável", porque quem come Fast Food tem mais riscos de cancro ou doenças manhosas e olhem, vai dar tudo ao mesmo!
Por isso, se quiserem comer uma saladinha cheia de glisofato (e sabe-se lá quantas outras coisas), comam, se isso vos deixa mais tranquilos, porque tem um ar mais saudável e tal... ou se preferirem e se vos fizer mais felizes, encham o bucho com um Big Mac sem remorsos, afinal de contas vai dar tudo ao mesmo (tirando a parte dos kg a mais, parece que nesse campo a alface ainda ganha)!


nota: desculpem-me os palavrões e o excesso de "merda" neste texto, mas olhem, é mesmo o que isto é, uma bela merda!

19 comentários:

  1. Good post!

    With love, Nastya Deutsch ♥

    nastyadeutsch.blogspot.ru

    ResponderEliminar
  2. Ótimo post Telma. É mesmo complicado este assunto... É inútil tentar sem 100% natural e saudável neste mundo... De uma forma ou de outra, estaremos sempre em contato com venenos usados aqui ou ali... Não dá pra escapar... E pelos vistos nem na própria horta de casa...
    Beijinhos

    http://marimalhomakeup.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, Mariana... Parece que começa a ser impossível escapar disso!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Excelente post! E a verdade é mesmo esta, nós não fazemos a menor ideia da quantidade de porcaria (sob a forma de químicos) que comemos ... e quando nem a hortinha lá de casa escapa, já não resta muita esperança numa alimentação saudável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer, é que não fazemos ideia mesmo... pelos vistos nem na agua que bebemos sabemos.

      Eliminar
  4. Fizeste-me lembrar as conversas que tenho quando vou pá terrinha! Lá como tudo sem qualquer problema, sabe tudo tão bem e não há cá adubos nem pesticidas nem nada disso. Agora é certo, até na água canalizada há treta! E olha que o meu estomago é sensível a isso, tive uma fase que enfim :/
    É o raio do mundo que temos.
    Beijinho

    adonadasushi.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha por acaso é mesmo, os meus bisavós também tinham uma horta e não havia legumes e frutas melhores que aqueles, sem tanta porcaria de quimicos e adubos. Pois, pelo que parece nem a água escapa... A minha sogra também é mais sensivel a isso e por isso até só bebe água engarrafada.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Concordo com tudo o que disses-te querida. Acho que NINGUÉM faz ideia do que come, seja lá de onde vem a comida... Beijinhos

    http://theeyesofamermaid.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada vez sabemos menos... É o mundo que temos.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Sempre tive consciência do que comia (exceto quando criança, porque só pensava em brincar). Mas depois que mudei, como comida mais orgânica, que vende por aqui perto da minha casa. Hoje são poucas coisas que como industrializadas, como enlatados, comida fast-food então, passo longe! Agora estou em um desafio de virar vegetariana, pois acho errado matar um animal, ainda mais inocente, por várias questões éticas que não vem ao caso, além de, é claro, eliminar os hormônios que absorvemos quando comemos a carne. Vamos ver se consigo.
    Adorei mesmo o post, arrasou!

    https://tintoerose.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente ainda não consegui fazer o mesmo que tu, mas um dia gostava de conseguir largar o vicio do fast food de vez e comer comida mais saudável e que nos sabemos realmente de onde vem. Ser vegetariana também é algo que um dia espero conseguir, mas ainda sou muito "dependente" da carne e derivados, acho que é uma questão de motivação e hábito. Obrigada! :)
      Beijos

      Eliminar
  7. É bem verdade, cada vez menos sabemos aquilo que comemos.

    Isabel Sá
    https://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já nem digo nada, parece que cada vez sabemos menos e também menos queremos (ou a sociedade) quer saber...

      Eliminar
  8. É bem verdade, cada vez menos sabemos aquilo que comemos.

    Isabel Sá
    https://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. O facto de a comida ser caseira não quer dizer que seja saudável, precisamente porque nem sempre sabemos de onde vêm as coisas e o que é que levam.

    r: Muito obrigada! Também espero que isso aconteça :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente Andreia! Tanta coisa já se tem ouvido falar sobre certos produtos, que nem sempre é certo já o que é melhor ou não.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Gostamos muito do teu blog, dá uma olhadela no nosso e dá-nos a tua opinião!
    http://asidiotasdoseculoxxi.blogspot.pt/
    Beiijnhos

    ResponderEliminar

A sua opinião é importante!
Deixe a sua opinião nos comentários :)

Google Analytics Alternative