Desafio 31 Dias | O momento em que me senti mais orgulhosa

|

Hello!! Pensavam que não havia post do Desafio hoje? Há pois, está é atrasado. Como vos tinha dito, tenho estado fora de casa e sem pc e tem sido complicado estar com tudo controlado aqui do blog, estão muitas coisas a acontecer ao mesmo tempo, mas vamos lá. 
O post de hoje é sobre o momento em que me senti mais orgulhosa. Bem, como sou uma pessoa que já está a pensar nos feitos do futuro, sei que o momento em que me senti mais orgulhosa (de sempre) ainda está para vir, mas recordo-me de um que me deixou bastante orgulhosa, não só de mim, mas também de pessoas que me são muito queridas.
Falo-vos de uma oportunidade que surgiu no último ano do secundário (12º, portanto) de, no âmbito da disciplina de área de projecto realizarmos uma espécie de trabalho final. Juntei-me com as minhas amigas (que até hoje se mantêm), a Tânia, a Joana e a Neuza e escolhemos como tema a política em Portugal. Um trabalho que estava completamente fora da minha área ou dos meus interesses, nunca fui muito virada para politiquices.  
O trabalho foi desenvolvido ao longo de todo o ano, abordámos e investigámos os vários partidos políticos existentes no país e depois, de forma mais individual, cada uma abordou um em concreto, dos principais. Eu fiquei com o Bloco de Esquerda. Para este trabalho entrevistámos representantes de cada partido, passámos horas, mas HORAS, a ler tudo e mais alguma coisa sobre os partidos e sobre como funciona todo este mundo, perdemo-nos no meio de tantas folhas e, durante um ano inteiro, construímos o nosso livro sobre A Política em Portugal. 
No final do ano, fizemos uma apresentação, com direito a uma parte mais soft em que fizemos um pequeno video a simular uma entrevista no telejornal, que eu me encarreguei de editar na altura e, claro, a apresentação mais séria em que demos a conhecer à turma o fruto do nosso trabalho: um livro com quase mil páginas, sim, quase mil páginas num trabalho do 12º ano. 
O resultado do nosso trabalho foi tão bom, que a então Directora da escola nos pediu autorização para ficar com uma cópia do nosso livro na biblioteca da escola, para que ficasse disponível para pesquisas de futuros estudantes. Na altura, nós não cabíamos em nós só de pensar. Até hoje é um episódio que ficou para a nossa história enquanto estudantes e enquanto amigas, do trabalho espectacular que fizemos em conjunto e que tanto esforço implicou, principalmente na recta final, em que íamos todas para casa da Tânia até às tantas, comíamos e adormecíamos em cima das folhas... e tudo valeu a pena.
Não sei se o livro ainda se encontra na escola, mas tenho curiosidade, se houver alguma leitora da Escola Secundária de Sebastião da Gama, em Setúbal, que souber se o livro ainda por lá anda que me diga, ficava muito feliz em saber que ainda é útil! 

E vocês? Que momentos da vossa vida vos deixaram mais orgulhosas?

1 comentário:

  1. Nunca fiz um feito desses... No máximo a minha escola secundária decidiu publicar um livro sobre o 25 de Abril com um desenho meu, mas o trabalho que deu não dá para comparar ao trabalho todo que tiveste. Acho que para captar o momento que mais me orgulho na minha vida teria que pensar muito, a estas horas não é o meu forte. Portanto vou apenas dizer que foi quando acabei a minha licenciatura e o meu trabalho final que não tinha 1000, mas tinha 100 e tal folhas. LOL
    beijinhos!

    ResponderEliminar

A sua opinião é importante!
Deixe a sua opinião nos comentários :)

Google Analytics Alternative