Filme: Sniper Americano

|
Hoje estou de volta com mais um filme. O fim de semana que passou foi muito "produtivo" neste campo e como tal, aqui estou eu a dar-vos a minha opinião.
O Sniper Americano era aguardado há muito tempo pelo João, que desde que viu o anúncio no cinema nunca mais se esqueceu "temos que ver este!", passou a ser aguardado por mim também, penso que, principalmente pelo facto de o trailer nos conseguir deixar na dúvida do que vai acontecer. Como devem calcular, as expectativas eram elevadas e, sinceramente, depois de ter visto o filme, ainda não me consegui decidir se foram satisfeitas ou não.
Pouco antes de vermos o filme começou o burburinho sobre o bebé falso, ou seja, boneco, utilizado numa das cenas do filme e da visível falta de à vontade dos actores nessa mesma cena. Eu como bem informada que sou fui ver a cena e já fiquei com impressões diferentes do filme, antes mesmo de o ter visto. 
Tivemos que ver o filme em duas partes, pois era demasiado grande. Ainda bem que não o fomos ver no cinema. Durante o "intervalo" de umas horas entre as duas partes, claro, pus-me a pesquisar sobre a personagem principal, Chris Kyle, e foi apenas neste momento que fiquei a saber que o sniper existiu mesmo, que foi o mais mortífero dos Estados Unidos até hoje e que o filme foi inspirado no livro que o próprio escreveu. 
Ao que parece há também uma grande polémica, não só com os falsos bebés do filme, mas também em torno do próprio Chris Kyle, que parece ter apresentado, na vida real, traços de psicopata, enquanto que no filme é apenas relatado o seu lado heróico. Segundo consta, Chris Kyle era "obcecado" e gostava da adrenalina de matar e admitiu não sentir arrependimento no livro escrito pelo próprio. O filme, de facto, deixa a desejar neste aspecto, como mencionei, evidenciando apenas os seus feitos heróicos bem como a fase em que regressa a casa e sofre de stress pós-traumático. 
Em suma, gostei do filme, embora demasiado longo e bonecos à parte. Gostei bastante da representação do Bradley Cooper! É o típico filme do herói americano, de que os americanos tanto gostam, o que já explica os resultados nas bilheteiras. Não gostei do final, mas não poderia ter sido de outra forma. E tendo em conta a controvérsia em torno de Chris Kyle, gostava realmente que o filme tivesse sido também um reflexo dessa controvérsia, teria sido, provavelmente, muito mais interessante. 
Um conselho: para quem está a pensar ver, não pesquisem muito sobre o sniper antes de verem o filme, ou correm o grande risco de se desiludirem mais tarde. Vejam e depois sim, pesquisem. Confesso que até fiquei com vontade de ler o livro para tentar realmente compreender a mente daquele que foi e é, até hoje, o sniper mais mortífero da história dos Estados Unidos.

Bons filmes,

8 comentários:

  1. Olá, não conhecia o teu blog e passei aqui por acaso. Confesso que não sabia se havia de ver ou não esse filme, devido às controvérsias, mas ... provavelmente vou acabar por ver.
    um enorme beijinho.
    http://adonadasushi.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, controvérsia é o que não lhe falta mesmo, mas ainda assim, acho que o filme até é interessante.
      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Aconselho! Apesar de ser longo acho que fale a pena! :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Este aconselho e se quiseres saber mais detalhes depois de veres o filme, pesquisa pela personagem principal (mas só mesmo depois do filme, senão perde a piada). :)

      Eliminar
  4. Estás nomeada no meu blog para um tag! Dá uma espreitadela :D http://beautystartsinside.blogspot.pt/2015/01/tag-liebster-award.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por te lembrares do blog, mas respondi há pouco tempo essa mesma tag :D
      Podes ver as minhas respostas aqui:
      http://fuieuquedisseblog.blogspot.pt/2015/01/tag-liebster-award.html
      Já vi a tua tag e vi que temos algumas coisas em comum.

      Eliminar

A sua opinião é importante!
Deixe a sua opinião nos comentários :)

Google Analytics Alternative