Filme: Big Eyes

|
Atenção, este post pode conter spoilers para quem ainda não viu o filme!

Ontem à noite, como partilhei no facebook do blog, decidi ver um filme que soube que queria ver desde a primeira vez que vi o trailer, assim que o vi no website que costumo usar para ver filmes, nem hesitei! Mas que filme era afinal? Big Eyes, de Tim Burton.
Não sei se alguém já viu o trailer, mas o filme fala de uma pintora, Margaret Keane (Amy Adams), que na década de 50 atingiu o sucesso e viu o seu trabalho a ser reclamado pelo marido, na década de 60, como se fosse da sua autoria. 
Confesso que durante o filme tive mixed feelings pela situação da pintora. Se por um lado senti raiva pelo marido, Walter Keane (Christoph Waltz), que se aproveitou do potencial de Margaret e do facto de ela assinar os quadros com o seu apelido, para dizer que era ele o pintor, por outro, senti que de alguma forma ela só teve o que "pediu". Isto porque Margaret parecia ser demasiado tímida para conseguir assumir que as obras eram suas, ficava sempre acanhada e a verdade é que, talvez se Walter não tivesse fingido ser o autor, os quadros não se tivessem tornado famosos. Em grande parte, penso que o impulso para a fama foi mesmo devido ao carisma de Walter, à sua capacidade de socializar e de contar histórias (que inventava sobre os quadros).
De qualquer forma, o filme não deixa de ser um reflexo sobre como era a vida das mulheres nestas décadas, muito dependentes do marido e do casamento, numa altura em que mulheres separadas não eram bem vistas aos olhos da sociedade. Penso que é também uma lição de que, quando temos ou fazemos algo muito bom e com potencial, se não soubermos ou não tivermos capacidade para dar a conhecer o nosso trabalho de forma correta, não chegamos a lado nenhum, ou alguém vai tentar aproveitar-se disso.
Já ouvi alguns comentários a queixarem-se que a realização de Tim Burton deixou muito a desejar neste filme, sinceramente, não achei, o Tim Burton está lá, mas de uma forma mais subtil. Confesso que estava à espera de mais no que respeita à imagem do filme, aos cenários e ao mundo de Margaret, mas não deixam de haver cenas bastante apelativas e curiosas. Uma delas é quando Margaret vai ao super mercado e vê as pessoas com olhos grandes, desproporcionais, como ela os pinta e a outra que destaco é, sem dúvida quando estão em tribunal e toda a representação de Christoph Waltz, no papel de Walter.
Só me apercebi que o filme era uma biografia no fim, quando surge a foto da pintora com a actriz que interpretou a sua personagem e quando contou o que aconteceu nos desenvolvimentos que sucederam aos episódios relatados no filme. Margaret, tem agora 87 ou 88 anos e às vezes ainda pinta. A sua pintura, como é bem relatada no filme, é marcada por pessoas e animais com grandes olhos desproporcionais e é essa característica particular da sua pintura que dá nome ao filme "Olhos Grandes". Aconselho o filme, pela história em si, acho que acabamos o filme a reflectir sobre ele de forma diferente, pelo menos foi o que aconteceu comigo.
Deixo-vos algumas imagens que escolhi do filme:
O cartaz como é óbvio:
Como diz o cartaz, e como vos disse acima "ela criou, ele vendeu e toda a gente comprou".
Imagens das cenas no supermercado, que vos falei. Um bocadinho creepy não?
Algumas das obras de Margaret Keane


E uma foto da pintora com a actriz que interpretou o seu papel no filme:

Já viram o filme? O que acharam?
Estão a pensar ver?
Contem-me tudo nos comentários! :)


13 comentários:

  1. Nunca vi o filme, mas fiquei bastante curiosa!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Acho que já está em exibição no cinema, mas se preferires, também é fácil de encontrar para ver online, que foi o que fiz! Vale a pena ver, pela história e pela "imagem" do filme!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Adorei a dica de filme :) Fiquei curiosa pra ver!
    Beijinhos querida,
    Mari

    ResponderEliminar
  4. r: Dias menos bons fazem parte do nosso percurso, mas também acho que o segredo é tentar sempre ver o lado positivo das coisas. Pode não ser fácil, mas tudo acabará por passar. Sim, amanhã será um dia melhor :)
    Obrigada! Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo! Há que pensar positivo e ter esperança que dias melhores virão! De nada, querida!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Estou mesmo a pensar ver o filme. Por isso li assim na diagonal o teu post para não apanhar nenhum spoiler hehe.
    Acho que deve ser muito bom o filme! ;)
    http://thegirlinjeans.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gostei bastante! Não foram propriamente spoilers, mas para quem não gosta de saber nada do filme (ao contrário de mim ahah) não será muito bom ler o post por inteiro ahah
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Vi hoje e gostei bastante. O Tim Burton está camuflado neste filme, mas está lá. Um exemplo disso é essa cena macabra do supermercado, clássico Tim Burton esse lado estranho e intrigante. A Amy Adams sempre muito bem, assim como o Christoph Waltz que interpretou muito bem o seu papel.
    Quanto ao enredo concordo, apesar da culpa ser do Walter, acabei por achar que a Margaret de certa forma deixou que tudo aquilo acontecesse. Ainda bem que no fim ganhou coragem para o enfrentar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, foi mesmo o que pensei, o Tim Burton está lá mas de forma muito subtil! Eu gostei muito do filme e das interpretações!
      Beijinho

      Eliminar
  7. ainda n vi mas estou a pensar ver :P
    vamos ver se ainda é esta semana
    beijinho

    ResponderEliminar

A sua opinião é importante!
Deixe a sua opinião nos comentários :)

Google Analytics Alternative