Um título sem palavras...

|
Onde está o 'Deus' de todas estas pessoas, de todas estas famílias... Te todos aqueles que seguiam nas suas viaturas, a tentar escapar das chamas e que sucumbiram a uma que deve ser, provavelmente, das piores formas de se morrer... queimado. O 'Deus' daquelas crianças? Onde estava? Será que foi de férias também?...
Os crentes e beatos deste mundo virão dizer que 'Deus' tem uma explicação para tudo, que tudo acontece por uma razão. Os jovens que morreram, já tinham cumprido as suas funções neste mundo e seguiram para um mundo melhor sem dor. Os idosos já tinham vivido muitos anos e foi melhor assim do que ficarem sem nada... Estas e outras desculpas, atribuídas a uma força maior que serve, em tantas ocasiões de bode expiatório das coisas que não conseguimos (ou não queremos) explicar.
Que 'Deus' é esse, que deixa um flagelo destes acontecer - e poderia falar de tantos outros acontecimentos piores mesmo que o nosso incêndio, mas hoje o tema são os nossos. 
Eu não acredito nesse 'Deus'. 'Deus' não estava cá, esqueceu-se daquelas pessoas, daquelas crianças. Não consigo imaginar o horror que se viveu naquela estrada, no interior de cada carro. Não consigo imaginar o pânico das pessoas, dos pais com os seus filhos nos carros a prever a tragédia que estava prestes a acontecer-lhes... a percepção de que não conseguiriam escapar, a dor. Como deve ter sido horrível. Como está a ser horrível. 
E se uma das explicações dos defensores religiosos é que tudo acontece por uma razão, ou que este trágico acontecimento veio servir para nos alertar que temos que mudar, que temos que cuidar das nossas florestas, dos terrenos, que temos que nos unir... Não houve já tempo, mortes e sofrimento suficiente para se aprender essa lição? Os portugueses já se uniram, outros países já mostraram a sua solidariedade. Não foi já o suficiente? Se 'Deus' existe, porque continua este fogo a deflagrar, a queimar tudo por onde passa?
E no fim de tudo isto, não me venham dizer que é obra do 'Diabo'. 
É obra da natureza, mas a maior mão de obra em tudo isto, é a humana. Do mau planeamento, da má organização, de más decisões políticas e económicas... Não me falem do 'Diabo', muito menos de 'Deus', porque se o meu 'Deus' existisse - esse em que me tentaram fazer acreditar quando era catequista - o meu 'Deus' seria bom. Por isso é que sempre detestei aquilo, porque depressa percebi que este mundo é uma injustiça e que a culpa é nossa, não de forças divinas. Porque essas, deveriam ser a representação de coisas boas (como nos quiseram ensinar).
Isto não é, nada disto é bom. 
Isto é uma merda.

2 comentários:

  1. Muito triste mesmo, sem dúvida uma grande tragédia! entendo seu desabafo.

    Beijokas,
    DMulheresInstagramFanpage

    ResponderEliminar
  2. É uma merda mesmo, tira-me o folego tudo o que tem estado a acontecer, É aterrorizante!
    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar

A sua opinião é importante!
Deixe a sua opinião nos comentários :)

Google Analytics Alternative