Desafio 31 Dias | 20 factos sobre mim

|

Hello!!
Hoje trago-vos o primeiro post a sério do desafio dos 31 Dias, visto que o de ontem foi mais uma explicação do desafio e agora é que isto começa a ser giro. Então, como diz o titúlo, hoje partilho convosco 20 factos sobre mim, desculpem, mas o post ficou um pouco comprido. Ora espreitem: 

1. Nasci no dia 17 de Maio de 1990, uma quinta-feira, às 22h20, em Beja.
2. Sou do signo touro (não é preciso muito chegar a esta conclusão depois do ponto 1). E sim, acredito q.b na astrologia e esse tipo de coisas.


3. Sou supersticiosa. Do tipo ir a uma entrevista de emprego e não contar absolutamente nada a ninguém até saber se fiquei com o emprego ou não. Ou depois de um teste, quando me perguntavam “como correu?”, dizer apenas “mais ou menos, vamos ver…” (mesmo que me tivesse corrido lindamente, não fosse agoirar estar muito confiançuda).
4. Sou muito caseira. E com isto não digo ser uma fada do lar (longe de mim sê-lo), mas sim que a-d-o-r-o estar em casa. Sossegada, no meu canto ou com a família a dar umas boas gargalhadas.


5. Ah, família!... A minha é enorme. Acho que se fosse contar todos os primos que tenho (alguns que nem conheço), ultrapassávamos, sem problemas os 100. Não, não estou a brincar. Aniversários tem de ser tudo com cábulas (o facebook agora ajuda muito com os avisos).
6. Por falar em cábulas, a primeira vez que fiz cábulas foi no 10º ano, curiosamente no mês de maio e foi num teste de história (desculpe Prof. Constantino, se alguma vez ler isto, mas decorar um livro inteiro era obra e uma pessoa aos 16 anos tem coisas mais “importantes” para fazer). Aqui está a prova do crime, apontada na minha agenda da época:


7. Agendas, não me lembro de quando tive a primeira. Sei que tive vários diários e que nunca escrevia com frequência em nenhum deles (até lhes perdia as chaves). Quanto às agendas, apontava tudo e mais alguma coisa, desde a primeira vez que fiz cábulas, às paixonetas da época, vistas de estudo, etc. Basicamente, as minhas agendas eram diários, mas muito resumidos. Tenho todas guardadas!
8. Guardo tudo e mais alguma coisa, se tiver algum significado para mim, eu guardo. Desde bilhetes de avião da primeira viagem que eu e o João fizemos (e que foi também a primeira vez que andei de avião), jantares de aniversário, fotos, bilhetes que trocava nas aulas com colegas, etc. Se chegar aos 80 anos, suspeito que vou precisar de uma casa bem grande para guardar tudo.


9. Namoro há quase 6 anos e, se me contassem, em 2009, que ia começar um namoro que duraria tanto tempo, era bem capaz de não acreditar. Espero que continue por muitos mais anos!
10. Sou muito, muito, muito preguiçosa.
11. E ainda mais teimosa.
12. Adoro dormir, sou capaz de dormir um dia inteiro, parece que quanto mais durmo, mais sono tenho.
13. Sou viciada em séries (já tinham reparado, não?). E em filmes também.
14. Apego-me com muita facilidade a tudo, a bens materiais, a pessoas, a animais, enfim…
15. As dores mais horríveis que já senti até hoje, foram as do pós-operatório da minha segunda cirurgia aos olhos. E foi também a experiência mais arrepiante e da qual tive mais medo até hoje, tinha terror de entrar para o bloco e quando saísse não conseguisse ver.


16. A primeira viagem que fiz para o estrangeiro, sozinha (sem os meus pais), foi para Paris, em 2009, com a minha melhor amiga e apaixonei-me pela cidade.
17. Adoro calor, verão, sol, praia. Dias longos, noites quentes e agradáveis, churrascos em família ou com amigos, os bailaricos da terriola, tudo o que é verão é bom!
18. Fui vítima de bullying na primária, porque a miúda tinha ciúmes do rapazinho de quem ela “gostava”, se ter “apaixonado” por mim quando mudei de escola e foi, eventualmente, o meu primeiro namorico, daqueles mesmo de criança, em que trocávamos cartinhas. Só soube dos motivos dela, uns bons anos mais tarde.


19. Quando era miúda, não gostava do meu primeiro nome, porque sempre que íamos a feiras, nunca encontrava aqueles bonecos de peluche com o meu nome, nem isso nem pulseiras ou qualquer outra coisa. Uma vez, passámos por uma tenda de um senhor que gravava nomes em canecas e os meus pais mandaram fazer uma e eu fiquei feliz da vida. Tudo o que tivesse o meu nome gravado tinha de ser mandado fazer por encomenda. E assim continua a ser até aos dias de hoje… algo que agora gosto!

20. Por falar nisso, durante todos os meus anos de estudo, nunca tive outra Telma numa das minhas turmas, era sempre a única. Tem as suas vantagens!

Ufa, eu disse que este post era longo! Se ainda aí estão, obrigada por lerem tudo!

Se gostavam que eu fizesse um post a falar sobre algum assunto específico que mencionei nalgum dos factos, é só deixarem nos comentários. 

9 comentários:

  1. O primeiro facto deixou-me logo cheia de saudades do Alentejo! Gostei de ficar a conhecer um pouco mais sobre ti, temos algumas coisas em comum, nomeadamente os pontos 4, 8, 11, 13 e 14. Em relação ao ponto 20, agora que penso nisso, acho que também nunca tive mais nenhuma Andreia na turma para além de mim (só quando cheguei à faculdade)

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Por acaso também guardo tudo o que tem significado para mim, qualquer dia tenho que fazer um mural ou então ter vários livros para guardar tudo :3
    E também fui vitima de bullying mas aí nem sei bem porquê e não tinha nada a ver com namoricos nem nada do genero.

    ResponderEliminar
  3. 1990, pensava que eras mais nova! :)

    xoxo, http://eighteenshadesofglitter.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Ao ler encontrei algumas coisas com as quais me indentifico e vou dizer algumas delas. Por exemplo o nº 4, 8 também sou de guardar tudo, primeiro filme que vi com o C. sozinhos, blihetes de viagens de autocarro com amigos, bilhetes de comboio, papeis de conversas do seccundário e por ai fora. Tenho tudo numa caixinha na casa da minha mãe. 9. Também namoro a quase 6 anos e pensar que a minha relação mais longa tinham sido 7 meses até então. 12 também sou viciada em filmes e series as minhas ferias perfeitas quando não tinha medo para nada disso era actualizar-me das series toda que tinha perdido durante quase um ano.
    19. Eu odiava o meu nome por ser ter muitas letras e ter que repetir varias vezes por ser diferente e poucos o conhecerem e ainda tinha que ouvir os professores sempre com a mesma historia sobre a origem do nome. Agora que cresci até gosto de ser diferente e não me importo de repetir até que percebam.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Ah essa tag é muito legal e adorei suas respostas <3
    Um beijo

    Dicas para Todas

    ResponderEliminar
  6. A sério? Deves ficar fabulosa porque dá aquele ar mais oversize!!! Ahahah, assim vale a pena :P

    Adorei o desafio. É bom ficarmos a conhecer melhor quem está desse lado :D

    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar

A sua opinião é importante!
Deixe a sua opinião nos comentários :)

Google Analytics Alternative